quinta-feira, maio 26, 2022

Games que inovaram

Na iminência do lançamento dos novos Playstation e X Box, relembramos alguns jogos e consoles que ajudaram a transformar o universo dos jogos eletrônicos

Por Nelson da Luz Junior

É provável que você já tenha visto o design do novo Playstation 5. No dia em que essas linhas foram escritas, o mundo já conhecia o design da nova geração do famoso console da Sony, que estará nas lojas ainda em 2020.

O lançamento de um novo console geralmente trás consigo algum upgrade, uma ou mais novidades que acrescentam um upgrade nas possibilidades de experiência com jogos eletrônicos, para além da evidente melhoria de gráficos. Nesse quesito o PS5 promete grande realismo de som e áudio, oferecendo saída para a tecnologia 8k, que permite jogar em telas com resolução de 4320p. A Sony também anunciou sessões de jogos com tempo de carregamento quase instantâneo.

Uma das principais inovações anunciadas até então é versão sem entrada para Blu-Ray, um prenúncio de um futuro com cada vez menos mídias físicas rodando nos videogames.

A Microsoft também deve colocar no mercado em breve o X Box Series X a nova geração de seu console. O carro chefe também será mais velocidade e mais desempenho, o que certamente elevará em alguns degraus a experiência de jogo para os fãs de X Box.

A evolução da tecnologia também permitiu o desenvolvimento de jogos com cada vez mais possibilidades, narrativas mais complexas, finais alternativas, de acordo com as decisões tomadas ao longo do jogo.

Tanto o surgimento do Playstation quanto do X Box foram considerados marcos na história dos jogos eletrônicos. Mas quando tudo ainda era mato, outros consoles e jogos marcaram época e trouxeram alguma inovação ao mundo dos jogos.

Alguns foram até injustiçados, ao menos na opinião de Juan Souza, gamer, pesquisador e host do Sobrou 1 Vida, canal no Youtube especializado em jogos antigos. “O Sega Saturn foi um videogame injustiçado não pelos fãs, mas pela produtora. Era um videogame que rodava muito bem em 2D, mais ou menos em 3D, e os jogos para a época eram extremamente caros”, argumenta, em um vídeo no canal sobre o Saturn, console da Sega que rodava seus jogos em CD. O console foi um fracasso, ainda que tenha tido suas qualidades, que poderiam ter gerado versões ainda melhores.

Ainda na seara dos consoles o Nintendo Wii também foi responsável por uma transformação no mundo dos jogos, por ser o pioneiro na tecnologia que permitia jogar com o movimento das mãos, dos braços e do corpo.

Mais recentemente a Nintendo voltou a inovar com o Switch, que trouxe uma espécie de união entre os consoles de mão e os tradicionais. Ou seja, o mesmo aparelho pode ser usado como controle para o jogo transmitido na TV e também como tela.

Alguns jogos do passado também trouxeram suas inovações. Vanilla convidou Juan para listar três jogos que ele considera inovadores:

Ayrton Senna´s Super Monaco Gp 2 (Mega Drive)

Pra quem não sabe o herói brasileiro nas pistas também foi herói nos games. Lançado em 1992 pela Sega, o jogo eletrônico de corrida para Mega Drive apresentava muita inovação tecnológica para a época. Uma delas foi que Ayrton Senna emprestou sua voz para o jogo, em cada pista tem uma fala bem breve do piloto como: “Go!, C`mon!, Keep it up” e “Final up!”.

Vale destacar que o cartucho do jogo atingiu seu limite máximo de 8mb, esse número para a época era considerado alto. Outras frases foram gravadas pelo campeão, porém, devido à tecnologia limitada, não foi possível colocar no jogo. Somente depois que esse limite foi ultrapassado por Star Control (12mb) e Streets of Rage 2 (16mb).

Donkey Kong Country – (Super Nintendo)

Quem ai se aventurou nesse jogo levanta a mão. Para mim um jogo com uma jogabilidade imersiva, uma história digna e bonito já é o bastante. Donkey Kong Country foi o jogo mais bem feito da história da Nintendo.

Na época que já estavam lançando jogos em 3D, a Nintendo investia na tecnologia de pré-renderizar texturas de 2D em modelos 3D em apenas um cartucho de 32mb. Unido a uma trilha sonora impecável faz o DK o jogo mais jogado até hoje.

Vale a pena destacar que o jogo foi o marketing mais bem sucedido da Nintendo na época (1994).

007 Goldeneye (Nintendo 64)

Um dos consoles mais desejados da década de 90 não poderia ter jogos mais ou menos. Sabemos que tudo que vinha de filmes para os games na época era algo muito duvidoso.

Porém, 007 provou ser o jogo que valia a pena comprar na época e mostrou que um FPS não se jogava apenas em um PC com mouse e teclado. O jogo trouxe duas curiosidades marcantes: umas delas que o jogo seguia os moldes do estilo rail shooter (basicamente esse estilo apresenta um ponto de vista na tela) lembra muito o jogo Virtua Cop nos fliperamas, e que o desenvolvimento do jogo foi feito sem o conhecimento do hardware do Nintendo 64. O jogo foi a porta de entrada para os demais FPS e também o início do multiplayer de quatro jogadores.

* Matéria publicada na edição nº 34 da Revista Vanilla.

Ultimas Notícias